Festival de Rabecas se consagra como uma das maiores festas da cultura popular piauiense

14 de setembro de 2015 por Juliana Nogueira

O Festival de Rabecas de Bom Jesus, que acontece de 10 a 12 de setembro, mostrou porque chegou à 8ª edição se consagrando como uma das maiores festas da cultura popular piauiense. Com uma programação gratuita e distribuída em praças e outros pontos da cidade, o evento reuniu um público de todas as idades, que prestigiaram as apresentações de música, dança e teatro. O encerramento do Festival, no último sábado (12), teve show da cantora Elba Ramalho, que levantou a multidão presente na praça mestre Joaquim Carlota, por onde passaram grandes atrações nos três dias de festa.

65ae71af-a258-4688-bf31-55c6ca6be685

No palco, a cantora deixou uma mensagem para os jovens e parabenizou a realização do evento. “Vamos viver uma juventude sem drogas, um mundo sem guerra. Agradeço imensamente o convite para fazer parte desse grande festival. É uma honra estar aqui”, disse a cantora, que cantou sucessos da sua carreira e de outros músicos, como Dorgival Dantas e Zé Ramalho. Ao final da apresentação, Elba foi presenteada pelo secretário estadual de Cultura e idealizador do Festival, Fábio Novo, com uma rabeca feita em Bom Jesus.

“Sempre tivemos vontade de trazer a Elba para o festival e neste ano conseguimos realizar. Essa é uma das maiores festas da cultura popular e é um orgulho poder entregar a rabeca de Bom Jesus para essa grande cantora”, diz Fábio Novo.

Antes dos shows, a programação do último dia do festival começou no palco queijinho Mestre Beija. A primeira atração chamou atenção da criançada e arrancou muitas gargalhadas. A Cia Kalunga apresentou o espetáculo “As aventuras de Casimiro Coco”, com teatro de bonecos.

O projeto “O poder da criança”, de Bom Jesus, mais uma vez levou apresentações para o festival. Um grupo formado por quatro meninas cantou “A vida do viajante”, de Luiz Gonzaga. A Cia Abracadabra levou o clássico “Cinderela” para a praça do Fórum, seguida pela peça “Teresina de Jesus”, apresentada pelos alunos de Bom Jesus que fizeram oficina de teatro com a professora Adelina Barbosa.

“Queremos agradecer a presença de todos que prestigiaram esse festival. São oito anos realizando essa grande festa para vocês, que ajudaram a consagrar o nosso festival”, afirma a diretora da Unidade de Articulação Cultural da Secretaria Estadual de Cultura, Bid Lima. No palco mestre Joaquim Carlota, a noite começou com rabequeiros e com o trio Gavião, de Goiânia-GO.

Junto com Valdo do Trombone, seis senhoras que participaram de oficinas com o músico subiram no palco para cantar. Também subiram ao palco Valdo e Felipe, Xico Barroso, Pressão Total e Dj Brytho.

O Festival de Rabecas de Bom Jesus é uma realização da Associação de Filhos e Amigos de Bom Jesus, com apoio do Governo do Estado e da Secretaria Estadual de Cultura, patrocínio da Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste e Governo Federal.

Secretaria de Estado de Cultura do Piauí - Secult
Praça Marechal Deodoro da Fonseca, 816 - Centro - Teresina-PI - Telefone (86) 3221-7666